Saúde da mulher: 5 dicas para um coração mais saudável

saúde da mulher, Saúde da mulher: 5 dicas para um coração mais saudável, Abreu Cardiologia

28 de maio é comemorado o Dia Internacional da Luta pela Saúde da Mulher e o Dia Nacional de Redução da Mortalidade Materna. Essa data foi criada com o objetivo de conscientizar a sociedade sobre diversos problemas de saúde e distúrbios na vida das mulheres.

Dentre as doenças que mais afetam o sexo feminino, estão a endometriose, infecção urinaria, câncer no colo do útero, câncer de mama, fibrimialgia, obesidade e depressão.

Fatores como o estilo de vida, predisposição genética, alterações hormonais e ambiente de trabalho inadequado, podem colaborar para o surgimento dessas ou outras doenças. 

Além disso, mulheres frequentemente vivem uma dupla jornada, conciliando o trabalho, a família, os cuidados com a casa. Com isso, elas deixam de olhar para a própria saúde, não realizam exames preventivos e até ignoram sintomas que deveriam levá-las imediatamente ao médico. 

Por outro lado, segundo a OPAS, cerca de 830 mulheres morrem todos os dias no mundo, por complicações relacionadas ao parto e a gravidez. A maioria delas poderia ser evitada. [1]

Isso porque, entre as doenças que mais causam a mortalidade materna estão a hipertensão arterial, hemorragia pós-parto, infecção puerperal, eclâmpsia, além de doenças do aparelho circulatório e respiratório.

Ademais, quadros como a diabetes gestacional, tipo de complicação mais comum na gravidez, pode colocar em risco tanto a mulher, quanto o próprio feto. 

Prevenção é o melhor caminho

Para evitar esse quadro, é imprescindível que todas as gestantes tenham um acompanhamento acessível, tanto no pré-natal quanto no puerpério, de preferência em local próximo ao seu domicílio e com um atendimento de qualidade.

Assim também as mulheres não gestantes devem, ao longo de toda a vida, adotar medidas de prevenção e cuidado com a saúde, respeitando as necessidades específicas de cada uma. 

As mulheres sempre estão em busca de uma vida mais saudável. Em relação aos homens, elas se preocupam mais com a saúde e buscam mais a ajuda de profissionais. Por outro lado, essa atenção nem sempre é voltada para todo o corpo.

Frequentemente, as mulheres procuram por ginecologistas para realizarem exames de rotina, como mamografia e papanicolau. Isso porque elas conhecem os riscos e temem doenças como câncer de mama, colo do útero ou endometriose. 

Porém, é importante lembrar que a saúde do coração também merece atenção e cuidado. Segundo a OMS (Organização Mundial de Saúde), as doenças cardiovasculares são responsáveis por 1/3 de todas as mortes de mulheres no mundo. [2]

5 dicas para as mulheres manterem o coração saudável

Visitar o médico e realizar exames preventivos periodicamente é importante, mas os grandes responsáveis por um coração saudável são os hábitos do dia a dia. Confira agora 5 dicas para as mulheres manterem o coração saudável: 

Mantenha uma alimentação saudável

A obesidade é um dos principais fatores de risco para a hipertensão arterial. Por isso é importante manter uma alimentação saudável, equilibrada e bem colorida. Quanto mais colorido, maior a probabilidade de a refeição ter um alto valor nutricional. 

Também é recomendado diminuir o consumo de sal, açúcar refinado e gordura, visto que são prejudiciais ao coração. Para uma dieta mais equilibrada e adequada às necessidades de cada mulher, o ideal é contar sempre com a ajuda de um profissional nutricionista.

Faça atividades físicas

Ter uma rotina de exercícios não é importante apenas para quem busca resultados físicos. Atividades físicas, quando realizadas com frequência, tornam o coração mais eficiente (ele bombeia mais sangue, com menos esforço).

Ademais, os vasos sanguíneos ficam mais flexíveis e o sangue flui melhor entre as artérias. Tudo isso diminui significativamente os riscos de infarto, AVC e hipertensão. 

Por fim, fazer exercícios aeróbicos como caminhada, corrida, ciclismo e dança, pode melhorar o seu humor, dar mais disposição e sensação de bem estar, graças à liberação de endorfina. 

Durma bem

Outra dica fundamental para manter o coração saudável é ter uma boa noite de sono. Isso porque o sono repõe a energia gasta durante o dia, além de melhorar o metabolismo e ajudar a prevenir doenças crônicas que acometem a saúde da mulher.

Cuide da sua saúde mental

Para manter uma vida e um coração mais saudável, é importante dar atenção à saúde mental. Comprovadamente, a ansiedade e o estresse provocam diversas alterações no organismo podendo gerar doenças físicas e aumentar o risco de problemas cardíacos.

Para saber mais sobre isso, recomendamos a leitura do artigo: Conheça os Inimigos Ocultos do Coração

Realize exames periódicos

Quando falamos em saúde da mulher, imediatamente pensamos no ginecologista. Certamente, essa é uma das maiores preocupações e cuidados da mulher, mas esse não deve ser o único especialista consultado. 

Como já citado, mulheres acabam não realizando exames preventivos que são de extrema importância para se certificar da saúde do coração.

Contudo, é indicado que, para mulheres adultas e saudáveis (sem outra condição médica conhecida), seja realizado anualmente um check-up cardiológico para prevenir doenças cardíacas, identificá-las ou acompanhar a evolução. 

Dessa forma,  o médico cardiologista poderá dar orientações mais específicas sobre os cuidados de saúde e tratamentos a serem seguidos dali em diante. Assim, os cuidados de saúde da mulher estarão completos.

Para saber mais sobre exames cardiológicos e check-up, entre em contato com a Abreu Cardiologia e tire suas dúvidas. 

Deixe uma resposta

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.